MANUAL PRÁTICO PARA SE TORNAR INTELECTUAL

Seja intelectual!É muito fácil. Diga que detesta novela, ninguém vai saber mesmo que você assiste escondido. Corra de tudo que for massificado.Não se importe se a coisa em questão tem valor de verdade;se o povo gostar, diga que detesta. Nunca confesse que “Ghost” é o seu filme preferido, diga pra todo mundo que você adora “Cidadão Kane”, fale da genialidade do Orson Welles. Compre discos de Jazz, esconda num canto qualquer do seu armário os discos da Legião Urbana, dos Paralamas, do rock nacional de uma maneira geral.

 Você pode até dizer que curte rock, mas tem que ser banda cult: Doors, Who, Joy Division. Nunca fale do Woodstock, hoje em dia é brega, não é mais sinônimo de papo cabeça. E os livros? Esse quesito é importantíssimo. Paulo Coelho, Dan Brown e Sidney Sheldon, nem pensar. Tudo bem, você adora o “Código de Da Vinci”, mas ninguém precisa saber. Em público seus autores preferidos serão: Vargas Llosa, Manuel Bandeira, Pablo Neruda. Pode até arriscar um João Cabral de Melo Neto, às vezes cola. Cite trechos de "Ulisses", de "James Joyce", um livro chatíssimo que os intelectuais adoram dizer que já leram. Também tenha muito cuidado na escolha do time de futebol. Os intelectuais adoram times pequenos que fizeram história no passado.

 Sendo assim, se você for do Recife, Belo Horizonte ou Rio de Janeiro, será torcedor do glorioso América. Em São Paulo é batata, você tem que torcer pelo Juventos! Os intelectuais adoram o “moleque travesso”. Diga que você tem celular mas nunca usa, sempre deixa em casa. Na verdade ele estará no seu bolso no modo silencioso. Declare-se ateu, elogie Nietzche, seja vegetariano, enfim, seja um chato insuportável que perde tempo com bobagens e se esquece de viver. Seja o bobo da corte!

Comments

72 Responses to “MANUAL PRÁTICO PARA SE TORNAR INTELECTUAL”

Newton Flamarion disse...
5 de maio de 2008 21:54

rs boas palavras hehe

5 de maio de 2008 22:01

Pow ser tao chato assim naum da!!
prefiro continuar normal msm e nada de virar um intelectual
ta louco!!^^

Visite ai se puder
http://noticias-irrelevantes.blogspot.com/

Esfinge disse...
5 de maio de 2008 22:14

Acho engraçado quando os intelectuais de plantão rasgam se em elogios para determinado autor sem sequer ter conseguido ler mais de cinco páginas do mesmo kkkkk.

Abraços!

Pedro disse...
5 de maio de 2008 22:25

cara,que texto incrível foi esse,gostei muito mesmo...e no fim é que o voce diz mesmo,sendo assim vc acaba sendo um bobo!
se der da uma passada no meu blog!

http://mcoldi.blogspot.com/

Borba disse...
5 de maio de 2008 23:11

Foda cara!

Muito bom!
Mas torcer pelo América é sacanagem!

Abração!

Denise Machado disse...
5 de maio de 2008 23:37

Oi!
Então...
Dos "zilhões" de Blogs e textos lidos por mim hoje, este foi um dos melhores, juro, sério. Por quê? Tá... Seguinte: eu, que sempre detestei a postura irritante, soberba e altiva dos 'intelelectuais e filósofos', ou vice-versa, pra piorar, às vezes os dois ao mesmo tempo, tendo como excessão por amor o Grijó (intelectual sem discussão), era portadora de medo incontrolável desse fato que vc relata,"esconda num canto qualquer do seu armário os discos da Legião Urbana, dos Paralamas, do rock nacional de uma maneira geral. Você pode até dizer que curte rock, mas tem que ser banda cult". Ufa!! Pensava que o fato de eu idolatrar o rock nacional me aproximava 'deles'. Vc foi um bálsamo, tirou um peso enorme das minhas costas largas! Eu não sou! Não! Obrigada.
Gostei demais daqui e vou linkar na minha relação de Blogs que visito e leio.
Beijo.

Alcione Torres disse...
6 de maio de 2008 00:27

A história dos passarinhos não foi em Brasília! kk
Lê direito o post, véi! rsrsrsrs
Abs.

Alcione Torres disse...
6 de maio de 2008 01:06

Nos livros, vc me pegou! kkkkkk

ED CAVALCANTE disse...
6 de maio de 2008 08:59

ALCIONE, MENINA SAPECA, CLAAAAAAAAARO QUE EU LI O POST, A REFERÊNCIA QUE FIZ A BRASÍLIA FOI PURO SARCASMO!

DENISE, ADORO QUANDO VC COMENTA NOS MEUS BLOGS, SEMPRE AFIADA! OUTRO DIA SOLTOU O VERBO LÁ NO MEU BLOG DE SÉRIES! E MAIS UMA VEZ DECLARANDO SEU AMOR AO GRIJÓ! KKK FICO LISONJEADO POR TERES COLOCADO O JORNÁLIA NOS TEUS FAVORITOS! BEIJÃO!

Niseloka disse...
6 de maio de 2008 09:04

muito interessante o seu blog.que pena que não vou pra o abril pro rock.

du sotto mayor disse...
6 de maio de 2008 09:18

ótimas dicas...
kkkkkk...
para não seguir!

Tammy disse...
6 de maio de 2008 09:29

Prefiroo continuar como sou!
hauahuahuahau

/minha-nossa.blogspot.com/

Marcos disse...
6 de maio de 2008 09:51

muito bom... além de irônico, traz uma mensagem bem interessante a respeito da sociedade: um povo hipócrita que se preocupa mais em "parecer" do que "ser".

parabens pelo blog!

abraços :)

Alcione Torres disse...
6 de maio de 2008 12:22

Acabei de ler seu comentário!
Vc é um fanfarrão! kkkkkk

Cruela disse...
6 de maio de 2008 14:42

verdade, e tem que assistir aos filmes iranianos (ou pelo menos dizer que assistiu)

ainda bem que sou baiana do pé rachado... não preciso fazer tipo.. não mais.

ufaaaaaaaa

Katarina disse...
6 de maio de 2008 16:10

Concordo plenamente contigo, ED. Essas pessoas que se autodenominam de intelectuais - mas que eu prefiro chamar de pseudointelectuais - vivem tão mergulhadas no avesso aos padrões que acabam, ironicamente, se encaixando num estereótipo perfeito: os bobos da corte. O verdadeiro sábio, ou intelectual, é aquele que domina, acima de tudo, a arte da humildade. O resto é pura questão de terminologia...
Abraço.
Katarina.

Varda disse...
6 de maio de 2008 18:02

Aii,credo,ser intelectual é muito chato
>p

=**

Fábio Buchecha disse...
6 de maio de 2008 21:25

Brilhante! Perfeito! Maravilhoso!

Imagine você que um dia desses eu fiz um texto no mesmo sentido. Dá uma olhada nele. Talvez você goste =P

O link é esse:
http://tempraquemquer.blogspot.com/2008/03/modinha-ser-cultural.html
___________________________________
TemPraQuemQuer

felipe disse...
6 de maio de 2008 21:26

eita que eu ja comentei aqui
entao vou desejar uma otima semana pra ti

jheison disse...
6 de maio de 2008 21:37

kkkk... muito massa a postagem, bem interesante... mais realmente ser um intelectual é mó chato...
só defendo a questao de ler livros de Paulo Coelho, pois na minha opiniao, ele é o melho escrito...


http://jheison16.blogspot.com/

ED CAVALCANTE disse...
6 de maio de 2008 21:48

KATARINA, MINHA KINDA, VC FOI SIMPLES E DIRETA. COMO ESCREVES BEM! FÁBIO FUI LÁ NO SEU BLOG E LI O SEU POST. NA MESMA LINHA DO MEU. SOU PERNAMBUCANO E AQUELA ONDA DO NANÁ JÁ VI UM MONTE DE VEZES! KKKKKK

Malu Paixão disse...
6 de maio de 2008 22:21

manual prático para se tornar um 'falso-intelectual'!!

ps.: e de brinde... perca sua personalidade!!
hauahauahauhaua

mtu bom o post... e confesso que me encaixei em algumas coisinhas... tipo: gostar de jazz, cidadão kane (tah, eu tbm chorei no Ghost), NUNCA sair com o celular!! hauahau... mas no resto: eu gosto do Sidney Sheldon, torço pro TIMÃO hehe, sou cristã etc.
mew.. vc falou o negócio do vegetariano... olha.. quando vegan dá pra ser chato... sai da frente!
realmente... é lindo alguém q protege os animais... mas ainda acho mais coerente defender as plantas... não podemos desmatar, além do mais as plantas não fazem nada de mal e tbm são seres vivos!! hauahauhauaau

vlw.... amei o blog..
bjuss

Adrianah Aguiar disse...
6 de maio de 2008 22:22

muito interessante sua lista de passos para parecer intelectual, e eh bem isso mesmo, interessante, rs...e como eles fazem mesmo isso hein?? rsrs...massa o blog. bjuo!

Aline Dias disse...
6 de maio de 2008 22:45

Machado de Assis disse parecido em teoria do medalh�o.

Mayna disse...
6 de maio de 2008 22:51

Poxa...Eu gosto de Cidadão Kane e do Nietzche. Mas de intelectual não tenho nada...kkkk
Mas enfim fingir gostar de alguma, só para parecer intelectual é o mesmo que dizer - Que vive de APARÊNCIA.

Obrigada pelo comentário em meu blog!

http://maynabuco.blogspot.com

Lucas disse...
6 de maio de 2008 22:54

Parabéns pelo blog!
Mto bom! :DD

bAnDiTT disse...
7 de maio de 2008 00:13

que legal esse blog, quer uma parceria?

http://freemmorpgbr.blogspot.com/

LockeZeRo disse...
7 de maio de 2008 00:13

Ri com este texto hehe

O pior é que é verdade hehehe
Pessoas que se acham ou tentam ser intelectuais são as piores pessoas =P

falows

Ariana disse...
7 de maio de 2008 00:56

Sensacional o texto! JIUAHAUAHUAHU

parabéns.

beeeijos


http://cogumelosverdes.blogspot.com

carla m. disse...
7 de maio de 2008 02:16

esqueceu de dizer dos filmes do Godard e dos passeios em exposiçõe sonde não se entende nada de obras que são feitas de uma amontoado de coisas que podem ser confundidas com entulho...

JM disse...
7 de maio de 2008 02:20

Mt bom o blog gostie msm
depois se quise troca banner so fala
abração

Maximus (dm) disse...
7 de maio de 2008 12:13

Aim meu Deus..

Se eu trombar com um intelectuall assim, duvido que tenha um com todas essas caracteristicas.. kkkkkk

veiii, ia ser muitoo XATOOO meuu.. dshauda Impossivell, pelo menos eu ja mi axo xato, imagina desse outro geito.. sendo um verdadeiro INTELECTUALL.. kkkK

Falar que não gosta do livro Codigo da Vinci? Nem que gosta de rock e poder ouvir em publico? kkkkk deixa celular no vibraa? opa.. kkkk

Euu emm.. kkk

________________________________
www.conquistadoresdm.blogspot.com

Valeu, Ate Mais.

Abdalan disse...
7 de maio de 2008 14:48

Urgh! Desconfio que deva haver outra maneira.

Visite
http://abdalan.blogspot.com/

Marcelo disse...
7 de maio de 2008 15:12

Precisei concluir um doutorado para perceber que quanto menos as pessoas sabem mais precisam se amparar em clichês. Concordo com você.
Conheci no meio acadêmico verdadeiras potências intelectuais que assistiam às novelas e curtiam
legião e Biquini Cavadão... só os idiotas precisavam mostrar uma imagem que não tinham.
Abraços

Thatha disse...
7 de maio de 2008 22:22

KKKKkkkkk....

nossa muito bom...
torne-se um chato e pronto...
parabéns pelo blog

blog disse...
7 de maio de 2008 22:27

Como vc sabe disso tudo, amigo Ed?

Brincadeira.
Ser intelectual, no Brasil, é fácil. Quero ver segurar as ondas na Argentina. Morei lá e é impressionante o nível intelectual da garotada.
Aqui, lamenta-se.

o'Ricci disse...
7 de maio de 2008 22:38

minha mulher faz QUASE tudo isso e é burra como uma porta. =p

Ranger Vermelho disse...
7 de maio de 2008 22:47

Muito legal isso hehehehehe

http://www.rangervermelho.blogspot.com/

Fernando Gomes disse...
8 de maio de 2008 00:17
Este comentário foi removido pelo autor.
JM disse...
8 de maio de 2008 01:14

ja postei nesse post huahuahua
mas posto dinovo

mt bom o blog
parabens!!

Johnny Mozovo disse...
8 de maio de 2008 02:02

Acho que dá pra ser um pouquinho mais chato. Só achei estranho o fato do seu texto dar a entender que ser "normal" também, e gostar de coisas mais populares é o ideal, quando na verdade tá mto longe de ser o ideal. é tão chato quanto o chato que vc citou.

Dragus disse...
8 de maio de 2008 02:47

Complicado imitar desse jeito...

Prefiro ser apenas dragão rosa mesmo. =)

ED CAVALCANTE disse...
8 de maio de 2008 09:42

Caro Johnny, não falei nada sobre ser ou não, normal. Não saberia definir isso. Também não levantei nenhuma bandeira sobre cultura popular, a temática central do post é a simplicidade.

Veiga disse...
8 de maio de 2008 11:40

HUAHsuHASuhUAshuAS

bem interessante...

eu quase faço td isso.

HUAHSuHASuAS

cottidie disse...
8 de maio de 2008 12:09

sei não, ed. tem gente q não entendeu direito essa ironia com os pseudointelectuais.

se bem que ser mais explícito é impossível... é quase um manual sobre como tentar enganar quem você julga ter menos conhecimento q vc. Por que o conhcimento mesmo não é mais moeda corrente... o legal agora é parecer ser culto como aliás, já advertiu Sérgio Buarque de Hollanda (sim, eu li...) .

ROSA disse...
8 de maio de 2008 12:38

Pow amei isso, concerteza eu me enquadro em partes nesse manual. kkk pow muito bom mesmo, eu chego lá. vc é otimo como sempre

Beline disse...
8 de maio de 2008 15:08

Cara, na verdade existe uma maneiroa bem mais facil: fique amigo de varios intelectuais, assim, vc pode fazer tudo de legal nessa vida e mesmao assim vc vai continuar sendo intelectual dentro deste grupo, uma especie de contra-cultura regional, enquanto todo mundo assite Godard vc ve sessao da tarde e e o unico a deter a informacao... perfeito!

Edu disse...
8 de maio de 2008 22:29

Hahah é verdade!!! Chato por completo. Mas aí, futebol é da massa... Vamos falar de golf, ou de hipismo.. hehe

Bete Meira disse...
9 de maio de 2008 23:34

Como sempre um texto muito bem escrito e interessante.Parabéns!
PS.onde estão os passarinhos citados nos comentários?Dizer que a mulher é burra como uma porta destrói a relação!!!

Euzer Lopes disse...
11 de maio de 2008 21:13

Olha, se tem uma coisa que eu tenho horror é esse papo que os pseudo intelectuais costumam vomitar na cara da gente.
Até fiz um post no blog (em março). Quem tem vontade de vomitar sou eu, quando eles aparecem.

Bruno Moraes disse...
13 de maio de 2008 17:26

Bom post!
Espero voltar aqui com mais tempo para degustar de textos como esse, abraço!

http://juspoliticando.blogspot.com

Obs: não quero ser um "intelectual" ou um bobo da corte.
hehe

dani cabrera disse...
14 de maio de 2008 17:00

Como diria Aline Dorel...

Parem, parem me deixem ser burra! Ser intelectual dóooooooooooooi!

rs

Quem não entendeu confira no Youtube... É uma comédia! rs

http://br.youtube.com/watch?v=YvhOpqcLcrM

Ísis disse...
17 de maio de 2008 16:20

Aí mandou bem, gostei!

Mais gosto de Paulo Coelho apesar de acha-lo um pouco "viajão" :)

Beijos

http://isisalves.blog.terra.com.br/

Gusta disse...
20 de maio de 2008 10:31

De fato é muito chato querer conversar com alguém que vá desprezar o que dizemos. Nem sempre é legal discutir sobre o antropocentrismo psíquico galopante. O pior é que muitos mentem pra se sentir inseridos, mas tem gentes que não gosta mesmo, ninguém é obrigado a gostar de novela das oito, Roberto Carlos e Paulo Coelho.
até mais

criaativo disse...
9 de junho de 2008 21:10

Decidí escrever um "comentário-post" a respeito do que você escreveu. Um ponto de vista diferente do seu. Veja o que acha:

http://criaativo.wordpress.com/2008/06/09/resposta/

criaativo disse...
12 de junho de 2008 14:00

Agradeço muitíssimo seu comentário. =)

Ju

6 de outubro de 2008 12:36

Eu sou uma intelectual e nem sabia...

JR. disse...
9 de fevereiro de 2010 08:45

Se vc for realmente intelectual, vc não vai torcer pra time nenhum. Intelectuais de verdade sabem que essa palhaçada chamada futebol é o "panis et circenses" dos dias de hj, e consequentemente não vão concordar em participar dessa alienação.

veuroses disse...
26 de abril de 2010 21:35

Adorei as dicas!!!
mas...nao quero seguir nenhuma dessas, dei muitas risadas e é assim mesmo que os pés de bostas agem..affff um saco!!!

Helena disse...
26 de maio de 2010 20:45

CARA, existe diferença entre intelectuais e pseudo-intelectuais

ED CAVALCANTE disse...
26 de maio de 2010 22:47

Também pensava assim, helena, mas tenho visto exemplos claros que me fizeram crer que a distância entre o intelectual e o pseudo, é muito tênue.

Anônimo disse...
26 de novembro de 2011 01:43

nao quero aprender ser um retardado sem personalidade...quero ser intelectual

Anônimo disse...
2 de setembro de 2012 02:44

não vejo motivos racionais para acreditar que o pseudo intelectual de hj não seja o intelectual de amanhã. Talvez, em sua busca por conhecimento, perceba mais tarde, graças ao seu senso crítico que a melhor coisa a ser feita é calar-se e tentar se comportar da forma mais comum possível. Sei que já fui um pseudo intelectual (seja lá o q isso realmente for) talvez motivado pela necessidade de reconhecimento, eu tenha tentado ser intelectualmente superior. Mas por trás desta aparente superioridade, eu não passava de um jovem frustrado. E pior, não desisti de ser intelectual, mas a maturidade me trouxe humildade e também amor pelo conhecimento. Hoje, estou escrevendo minha tese, e seu escopo é a evolução cognitiva pelas leis da física. Se ler muito, Falar 6 idiomas, ser discreto, humilde e humanista for siônimo de intelectualidade... Acho que alcancei meu objetivo.

ED CAVALCANTE disse...
2 de setembro de 2012 13:07

Caro amigo anônimo, que depoimento belo, Você, na verdade, tem um conduta de vida bastante diferente dos casos descritos no post. Parabéns!

Anônimo disse...
21 de novembro de 2012 12:12

Seja um bobo da corte Adorei essa kkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...
25 de dezembro de 2012 17:11

então sua dica para se tornar alguém mais inteligente, na verdade ensina a sermos pessoas mais fúteis, alguém sem valor, sem conteúdo,inteligência.
então, para parecermos alguém inteligente temos que ser desonestos?!?!
são por atitudes como essas que fazem com que as pessoas sejam irracionais,faz com quê a população seja cada vez menos valorizada?!
E a inteligência só é mais um objeto sem valor, algo que não seja necessário
e os "nerds" de hoje serão seu chefe do futuramente!!!

Diego disse...
5 de outubro de 2013 10:59

Só esqueceu de colocar o outro lado da moeda,seja um ignorante,não leia,não reflita,escute musicas que deprecie o corpo e as pessoas,seja mais um brasileiro alienado.Eu prefiro ser um chato crítico do que mais um brasileiro alienado e ignorante,o Brasil carece de cultura,e por que?
Tem uma programação alienadora,e só festa futebol e novela,essa e a cultura brasileira.

Anônimo disse...
31 de outubro de 2013 14:09

É... como não sou um intelectual e não tenho muita habilidade para escrever, digo que achei o texto engraçadinho!

Anônimo disse...
26 de novembro de 2013 16:05

Esse texto é coisa de quem nunca leu um livro nada vida.

Anônimo disse...
29 de janeiro de 2014 14:56

O legal e assistir novelas,big brother e Regina casé e ser mais um brasileiro alienado...desculpe mas prefiro continuar com Kant,Voltaire e outros...

Ramon Gomes disse...
24 de outubro de 2015 12:47

Se me permite uma crítica construtiva, em relação ao contexto textual e a comentários preestabelecidos aqui... Podemos nus tornar intelectuais, não necessariamente, desprezando e se comportardo diferentemente dos demais no intuito de se auto-intelectua. Você apresentou viesses que podem ser usados, mais não dá forma radicalmente colocada. Não estou apresentando uma proposta, mais sim, uma reflexão a despeito do mesmo. Devemos ser flexíveis ao fazer críticas desse porte, pois estamos em constante aprendizado e devemos apoiar uns aos outros. Não se mostrem melhor nem pior que os outros, apenas usem de seus conhecimentos para ajudar o próximo, e desde já, parabenizo o autor, por se presta a tamanha ajuda ao posto...