HOJE É DIA DE LENNON

Todo 08 de Dezembro eu fico pensando em algo novo para escrever aqui sobre a minha relação com  John Lennon. Já narrei como recebi a notícia da sua morte, relembrei a cobertura brasileira da tragédia, falei de como a descoberta do Lennon mudou minha vida, enfim, muitas histórias. O ano passado foi marcado pelos trinta anos do fato trágico e pela assustadora possibilidade de Mark Chapman ganhar liberdade. Felizmente, decidiram pela permanência do algoz de Lennon na prisão.

Como tudo – pelo menos eu que penso agora – já foi dito sobre o mito e suas influência na minha vida, resolvi elaborar um top 10 com as músicas dele que eu mais gosto.  Adianto que é um mero, e subjetivo, exercício de prazer musical. Para ouvir as canções clique nos títulos.

#9Dream:a música do refrão estranho - “Ah! böwakawa poussé, poussé” - eu conheci ouvindo a coletânea “Shaved Fish”. É uma canção que fala sobre sonhos e passa muita ternura. Gostei desde a primeira vez e ouço até hoje. O disco foi lançado em 1975, mas descobri a música em 1981, apenas.

Mother: a canção em que Lennon faz os apelos desesperados chamando sua mãe é um hit na minha vida. Adoro. No final, Lennon experimenta a “Teoria do Grito Primal”, de Arthur Janov, e aos gritos, pede para sua mãe – morta num atropelamento quando ele era ainda criança – e eu pai – que o abandonou – voltarem. Emocionante.

Instant Karma: Na década de 80 eu ouvia essa música todos os dias, era o meu mantra. Entrava em transe e esquecia as agruras da vida. Devo muito a ela “Well we all shine on”.

Could Turkey: Nas revistas de música e cifras, o título dessa canção vinha com a tradução literal  “Turquia Fria”. Nada a ver! A expressão nada mais é do que um gíria que se refere ao estado de abstinência de drogas. O próprio Lennon explicou esse detalhe em uma entrevista. Quanto a música,  mais um hit na minha vida.

Mind Games: outra que conheci no “Saved Fish”. Ouvia todos os dias e cheguei a fazer uma versão para tocar com minha banda de rock. Adoro e ouço até hoje!

Imagine: o grande clássico pacifista de Lennon, apesar de ter sido massificada, mora no meu imaginário porque é um tema recorrente que me remete ao universo Lennon. Clássico é clássico!

Jelous Guy: Lindíssima canção de amor. Fala de ciúme, insegurança, de lágrimas. É uma das mais belas canções escritas por um ex-beatle. Anda no meu mp3.

Woman: Mais um grande clássico que mora no meu imaginário. Nessa cancão, Lennon declara seu amor às mulheres. É um hino!

(Just Like) Starting Over: Ouço muito essa canção. No devedê “Legend”, criaram um vídeo que traduz absolutamente a beleza dessa música. Clique no título e assista ao vídeo.

Nobody Told Me: essa canção deveria entrar no “Double Fantasy”, mas sobrou. Acabou compondo o álbum póstumo “Milk And Honey”. Virou hit. Adoro essa canção!

Comments

2 Responses to “HOJE É DIA DE LENNON”

Sidclay disse...
8 de dezembro de 2011 00:05

Tinha certeza que você escreveria algo... Nem quis entrar aqui antes de escrever meu post, hahaha...
E você citou Mind Games, umas das minhas preferidas...

Hoje é dia de Lennon!

8 de dezembro de 2011 18:04

Engraçado, nossas listas são parecidas... Na minha tem "watching the wheels", que ouço agora e minha filha me pergunta porque eu choro enquanto escrevo. Esse álbum é testemunho de uma época tão estranha, pois foi quando entendi que a vida pode ser boa, mesmo que seja difícil. Hard times... Abraços.