Sobre o grande Tavito que se foi hoje!


Antes das facilidades da internet, rato de sebos de discos que sempre fui, andava com uma listinha de LPs que eu procurava para minha coleção, dentre eles, claro, tinha vários do Tavito. Consegui apenas um, o “Tavito Nº 03”, um ótimo disco lançado em 1982 que traz algumas belas canções, as que mais ouvi: “Pé de Vento”, “Flor da Manhã” (Lindíssima) e “Jeito de Viver” aquela maravilhosa canção do Luiz Carlos Sá que também foi sucesso com Sá & Guarabyra e Roupa Nova. Tavito sempre esteve presente na minha vida em diversos formatos: chegou nas ondas do rádio, se materializou nos LPs e K7s, evoluiu para o MP3 e com as redes sociais esteve virtualmente próximo de mim, chegando até a falar comigo como mostra o print que ilustra esse entristecido post. Sim, fiquei muito triste mesmo sabendo que esse é o ciclo da vida. O que fazer para recuperar a doçura da vida? Tavito nos responde na bela "Jamais Jamais":

“E tornar a lambuzar
O coração de mel e ir em paz
Botar na boca umas palavras tais
Que só digam sim e jamais jamais”

Comments

No responses to “Sobre o grande Tavito que se foi hoje!”