VINTE ANOS DEPOIS, SAUDADES DA MTV ÍTALO-BRASILEIRA

Lembro-me bem quando a MTV estreou aqui em Recife no início dos anos 90. Quem tinha aparelho de tevê antigo – eu estava incluído nesse grupo – teve que comprar antena e conversor de UHF para sintonizar o canal 27. A MTV dessa primeira fase – a melhor de todas, para mim – era descendente de italianos. Eu e um grupo de amigos costumávamos brincar com essa coisa da emissora ter um monte de vj´s com sobrenomes italianos . Só pra lembrar: Anderson Bizzocchi, Astrid Fontenelle , Cuca Lazarotto , Daniela Barbieri , Edgard Piccoli , Fábio Massari , Lorena Calabria , Sabrina Parlatore, Soninha Francine, Tathiana Mancini e Cazé Peçanha(Pecini). Acrescento a esse grupo ítalo-brasileiro, Gastão Moreira, Zeca Camargo e João Gordo .

Os melhores programas da MTV são da década de 90: “Hit´s Mtv” que era apresentado por Gastão e desfilava clipes dos grandes sucessos do pop e do rock mundial. “Clássicos MTV”, apresentado por Fábio Massari, trazia os clipes jurássicos do pop e do rock mundial. “Lado B”, apresentado por Kid Vinil (depois por Fábio Massari), como o próprio nome indica, desfilava clipes do underground, da turma ignorada pela mídia. Não poderia deixar de relembrar o ótimo "Garganta e Torcicolo”, melhor fase de João Gordo na MTV.

Da MTV de hoje, só consigo ver o “Top Top” quando o tema é bom. Hoje em dia com a ascensão do pop rock idiota – aquele de franjinhas, boquinha torta e figurino de grife – exaltado na última edição do VMB, a MTV perdeu o brilho. Tornou-se uma emissora chatíssima que faz sucesso entre os revoltados de butiques. Triste! Apesar de tudo, pelo passado descrito nos dois primeiros parágrafos desse breve post, rendo homenagens a MTV Brasil e choro de saudades da MTV ítalo-brasileira.

Comments

9 Responses to “VINTE ANOS DEPOIS, SAUDADES DA MTV ÍTALO-BRASILEIRA”

Sidclay disse...
21 de outubro de 2010 02:32

Putz... voltei no tempo agora... lembro de quando chegava da escola e ficava à tarde assistindo Gás Total (mesmo sem gostar de heavy metal) e adorava o Clássicos MTV, aliás, foi nesse programa que fui apresentado ao Black Sabath, Deep Purple e Genesis, foi ainda com a MTV que fiquei impressionado com o Nirvana e Peral Jam... ficava irritado por não ter clips dos Beatles e só depois descobri que Michael Jackson não permitia, foi quando deixei de ouvi-lo... era o início dos anos 90...

Inaldinho disse...
22 de outubro de 2010 08:41

Naqueles tempos a MTV era de fato uma MTV, e é claro que a cena músical era outra, bem diferente, muito mais fértil, e criativa que a de hoje. Aliás, o rock dominava a cena e não o hip hop e R&B como nos dias que correm. Na MTV.. tocava Nirvana, Stone Temple Pilots, L7, EMF, Jesus Jones, Red Hot Chilli Peppers, Blur, Spin Doctors, Off Spring, Pearl Jam... programas como Gás Total, Disk MTV, Fúria Metal, Caixa Postal MTV (com o carismático e malucão Luiz Thunderbird.. bons tempos!), TOP 20 Brasil, Lado B (com Fábio Massari, que também tinha programa na Rádio Rock) ê saudades! Naqueles tempos, em paralelo com a MTV, tivemos a breve experiência de termos em Recife uma 89 A Rádio Rock, nos moldes da que havia na mesma frequência em São Paulo, que era do grupo SBNC da antiga rádio Cidade. Eram tempos pré Jovem Pan FM em Recife e no Brasil de modo geral, que mudaria a cena musical a partir de 1994, deixando o rock em segundo plano. Aliás, depois dessa mudança até a MTV nunca mais seria a mesma, e nem rádio Rock existe mais.

ED CAVALCANTE disse...
22 de outubro de 2010 22:57

Inaldo, vc não fez apenas um comentário, fez uma análise perfeita, concordo com cada linha. Sid, vivo voltando no tempo, isso é um dos poucos prazeres que tenho. kk

Absinto Muito disse...
23 de outubro de 2010 10:53

Passamos e gostamos do blog. Gostaríamos que, se pudesse, também conhecesse o nosso. Um abraço!
http://absintomuitorock.blogspot.com/

Inaldinho disse...
25 de outubro de 2010 18:01

Ed, acredito até que a MTV foi atropelada pela internet, a partir de 1995. Antes da internet, se voçê quisesse se informar e curtir música recorria-se a MTV ou às rádios de modo geral, e a aquisição de discos, para quem tinha mais grana.

25 de outubro de 2010 20:06

Inaldo, a MYV acabou com os programas de música (Super Special,Clip Clip)e depois foi devorado pela internet. O mesmo aconteceu com as revistas especializadas. Lembra da BIZZ? Hoje a informação está aí a disposição de todos!

Sobre a Rádio Rock: foi um sonho que passou rápido demais, era ouvinte assíduo, lembro do Beto Calmon e de uma locutora com voz de criança. Adorava a rádio e sabia que nao duraria muito tempo.

Abraço!

Anônimo disse...
29 de dezembro de 2010 23:28

Cara,como é engraçada as coisas,os caras podiam ser descendentes de italianos(que papo meio racista hahaha),mas não tinham nada de italianos,pra voce ver a diversidade racial do Brasil,ainda bem,Soninha é india,o cazé é Alienigena,a Astrid é negra,a Cuca era do Sítio do Picapau,Fabio massari tinha cara de Padre,as vezes me pego numa saudade quase melancólica da MTV dos Anos 90,não emo é claro,hahaha,mas aquele acustico do Raimundos reprisado,os programas reprisados,é de pensar,cara já são mais de 20 anos...

ED CAVALCANTE disse...
30 de dezembro de 2010 08:50

Racista? Eu apenas acentuei o fato deles serem quase todos descendentes de italianos, não falei que eles eram melhores por isso.

Abraço!

Anônimo disse...
21 de julho de 2011 17:31

De fato a MTV nessa época era muito boa! Hoje em dia os VJs são uma piada... Querem fazer tipo, serem engraçadinhos... Uma pena que a proposta da emissora se perdeu, assim como os bons profissionais que faziam parte dela...