VIDA DE GADO

A cidadania é um direito pouquíssimo reivindicado pelo povo brasileiro por pura falta de informação (e formação). Não só os direitos são desconhecidos, o mesmo ocorre com os deveres. Basta uma volta pela cidade para ver exemplos gritantes da falta de educação das pessoas. Jogar lixo pela janela do carro ou do ônibus, estacionar em local proibido, etc. etc. A historinha que narro a seguir é fictícia. Criei para usar em minhas aulas de cidadania (os tais temas transversais).

Certo dia, um político chamado Pedro Vaz discursava em uma favela em cima de um caminhão. No meio da sua explanação ele falou:

-O povo gosta de ser tratado como animal!!!!

Sem entender nada, os seus assessores o chamaram de lado e falaram:

-Seu Pedro, o senhor tá doido? Nós vamos ser linchados aqui.

Em volta do palanque improvisado, as pessoas começaram a se exaltar e a gritar palavras de ordem:

-Tira essa cara daí!!

-Animal é você, seu @#&¨%$#@*&*%$#

Foi então que o Pedro Vaz resolveu se explicar:

-Pessoal, calma!!. Deixe-me pelo menos explicar! Quando falo que o povo gosta de ser tratado como animal, também estou me incluindo nesse grupo. Prestem atenção ao seguinte exemplo: Estão vendo aquela parada de ônibus ali? – Todos desviaram o olhar para a avenida e alguns perguntaram:

-Estamos vendo sim, e daí?

-Naquela parada de ônibus ninguém faz fila. As pessoas vão se amontoando. Quando o ônibus chega é um “Deus nos acuda”! Entretanto, nos terminais integrados existe fila. A diferença é que lá o poder público colocou nas paradas, guias de boi. Isso mesmo, aquele corredor de ferro é usado nas fazendas e nos matadouros. Serve para guiar irracionais. Não se justifica que seres humanos que sabem que precisam organizar uma simples fila tenham que ser tratados dessa forma. Mas se não for desse jeito, vira bagunça. O povo gosta, sim ,de ser tratado como animal! Nos bancos, supermercados, é a mesma coisa. A única diferença é que lá, a guia de boi é mais chique. Tem um ferrinho cromado, uma fitinha azul, mas o princípio é o mesmo!

Com essa explicação, Pedro Vaz conseguiu terminar o seu discurso e sair são e salvo do local.

Êeeeeh! Oh! Oh! Vida de gado Povo marcado Êh! Povo feliz!”

Comments

12 Responses to “VIDA DE GADO”

Veiga disse...
25 de outubro de 2008 13:36

iso eh brasil, país de 5º mundo...

HAUshuAHSuHAUS

abraço


www.trocistas.com

Marcus Vinícius disse...
26 de outubro de 2008 11:54

Só faltou ele dizer ao povo ``Pô, vcs não esperam eu molhar o bico`` hahahah
abraços...belo post

Cássia disse...
26 de outubro de 2008 11:56

fomos muito educados...somos irracionais por mais que digam o contrário

Mr. Rickes disse...
26 de outubro de 2008 12:14

E viva o país da hipocresia!

\0/

De que adiantam essas coisas se temos sempre o pior para nos governar.
O povo é burro mesmo.

0/

marceloclash disse...
26 de outubro de 2008 12:18

Hipocrisia, falsidade, esse é meu Brasil, só felicidade rs

Visitem e deixem seus comentários.
http://tchannannan.blogspot.com/

M. disse...
26 de outubro de 2008 12:19

Viva o Brasil.

Ótimo Blog! O meu está com post novo.
Se quiser, adoraria sua visita!

;*

http://teenagerdream.blogspot.com/

Hugo Bessa disse...
26 de outubro de 2008 18:35

Muito interessante esse texto.
E o pior é que é assim mesmo.
E o povo aida se sente ofendido quando alguém chega e fala uma verdade.
Ninguém enxerga os prórpios erros.

quando a pushing daisies... pelo o q tenho lido, está a beira do cancelamento. não deve terminar nem essa temporada. uma pena!
abraço

blog disse...
27 de outubro de 2008 21:21

É uma pena que isso aconteça.
E mais lamentável ainda, Ed, é que nada muda. Comenta-se, critica-se mas, na hora da prática, a maioria (esmagadoríssima) só quer saber do seu pirão.
A farinha é pouca, sim, mas poderia ser dividida. Não é.

Essa sua postura de ensinar aos alunos o que vem a ser cidadania é válida. E, claro, fundamental é a educação. Sempre digo a eles - alunos, pré-vestibulandos - que educação é discernimento.
Eles não compreendem.
Expliquemos, então.

Abraço.

Trovão disse...
29 de outubro de 2008 22:30

Mt ineresante o texto!

Sua historinha foi mt bem bolada!
Somos assim mesmo e o pior e que parece que é contagioso, se vc ve alguem fazendo essas coisas começa a passar na sua cabeça que isso e normal, ou que se vc fizer não vai mudar nada etc.

Precisamos mudar mt coisa no Brasil



www.som10.blogspot.com

Bete Meira disse...
30 de outubro de 2008 00:04

Pra mudar esse quadro a educação deve vir de berço.As mães(e pais) têm nas mãos um grande poder e às vezes não fazem uso disso.As crianças são o futuro da nação!Ouço isso desde criança mas parece que tudo continua igual.Vamos ensinar às nossas crianças,Ética e Cidadania.Tiraram Moral e Cívica (estudei com esse nome)da grade curricular,o que foi uma pena pois aprendi muitas coisas,como:o meu direito termina quando começa o direito do meu próximo!Bastava isso para haver uma grande revolução na sociedade!

ED CAVALCANTE disse...
30 de outubro de 2008 01:03

concordo com o qeu você diz, mas a tal "Moral e Cívica", assim como "OSPB", são crias da ditadura militar. Serviam mais para doutrinar do que para educar, Bete. A ideologia (se é que podemos chamar assim) dos ditadores estava inserida nos malditos livros dessas duas disciplinas.

Bete Meira disse...
30 de outubro de 2008 01:26

KKKKKKKKKKKKKKK... mas o que ficou na minha mente,caro Ed,foi apenas o respeito ao próximo,o que me serviu de norte na vida e que, se fosse seguido,evitaria tanta coisa ruim!Se cada um pensasse no outro e entendesse que seu direito termina onde o meu começa ou que o meu começa onde o seu termina,não haveria tantas mulheres agredidas e mortas,por exemplo.Eloah estaria viva se Lindemberg respeitasse seu direito de terminar o namoro,só pra citar um caso recente.Temos, no passado,Doca Street,Lindomar Castilho,Dorinha Duval,Guilherme de Pádua,Pimenta Neves.............