MEU GÂNGSTER PREFERIDO

Descobri James Cagney por acaso. Ainda garoto, lá pelos idos de 1982, estava eu com insônia e resolvi assistir à tal da Sessão Coruja. O filme era “Anjos de Caras Sujas (Angels with Dirty Faces)”, um clássico absoluto do cinema americano que eu não conhecia. Virei fã do cara. O filme conta a história de dois amigos, Rocky (James Cagney) e Jerry (Pet O’Biren) que cresceram num bairro pobre e violento de Chicago. O primeiro virou um famoso gângster e o outro, um padre que luta para tirar crianças da rua. Esse produção conta ainda com a participação de Humphrey Bogart, como James 'Jim' Frazier. A cena final é um ícone dos filmes de gângsteres. O corajoso e impetuoso Rocky, no corredor da morte, finge-se de covarde para não servir de exemplo para os garotos de rua. Uma verdadeira fábula cinematográfica.

James Francis Cagney Jr. nasceu num bairro pobre, como vários personagens que ele encarnou no cinema. Apesar de ter eternizado a imagem do gângster durão, começou sua carreira artística como dançarino e sapateador na Broadway. Fez de tudo na vida! Além de dançarino, foi produtor (tinha sua própria companhia) e diretor. Em sua longa carreira, atuou em mais de 60 filmes e teve três indicações ao Oscar. Em 1938: “Anjos de Caras Sujas" ; em 1942 : “A Canção da Vitória”, quando foi o ganhador ; em 1955: “Ame-me Ou Deixe-me”.

Estrelou seu último filme, “Nos Tempos do Ragtime (Millos Forman)”, aos 83 anos. Ironicamente, o gângster mais famoso do cinema encerrou sua carreira interpretando um chefe de polícia.

James Cagney morreu aos 87 anos, em 1986, vítima de um ataque cardíaco. Segue um vídeo com trechos do clássico “Anjos de Caras Sujas”.

Comments

8 Responses to “MEU GÂNGSTER PREFERIDO”

Anônimo disse...
17 de janeiro de 2009 11:34

Eu tambén sou fã de james cagney desde menino um abrç

Canto do Lufa disse...
17 de janeiro de 2009 12:03

O cara é o Jack Bauer do mal do sécilo 20

Muito bom!

Não conhecia!

Saco Bolha disse...
17 de janeiro de 2009 13:38

Não assisti ao filme, mas de vez em quando é bom assistir filmes antigos. Filmes em preto e branco são bem legais, nostalgicos, mas interessantes!

17 de janeiro de 2009 14:05

tenho certeza de q nunca assisti ao filme, mas é interessante notar o quanto os gângster dos cinemas se vestem bem...

Rubens Rodrigues disse...
17 de janeiro de 2009 21:11

Cara, vc acredita que nunca vi filme de gângster?
POis sim, curto filmes antigos. Acho que o mais antigo que vi foi O Fantasma da Ópera de 1925, ainda era mudo, uhuhsuhausah.
Curti a matéria, mt bem escrita, só o essencial.
Não pude ver o video todo pq a conexão aki não ajuda =/

Mas oh, me tornei seguidor.
E vou voltr sempre.
Palavra de quem ocupa o 1º lugar no ranking do POst Séries!

Bete Meira disse...
18 de janeiro de 2009 01:30

Muito interessante a história de vida desse ator. Identifiquei-me também com os nomes dos filmes :"A canção da vitória" e "Ame-me ou deixe-me",bastante sugestivos! Agora tive que rir com um certo comentário de alguém que vai descer no ranking e, ao que parece,resolveu dar o troco por aqui,to ferrada,kkkkkkkkk... mas mesmo viajando,sempre que der,entrarei furtivamente na net,como agora,para essa disputa saudável e despretensiosa,kkkkkk

mariane disse...
18 de janeiro de 2009 14:50

Nem assisti o filme, mas simptizo com filmes antigos. (vai entender..) bom o blog :D

http://blogmarianelobo.zip.net

J. C. David disse...
18 de janeiro de 2009 15:04

Excelente..o blog, agora estou um pouco sem tempo de ler tudo, mas prometo fazer isso ainda hoje e comentar..um abraço !!!