O REI

 O REI

Minha vontade é o que me move
Minha vontade é minha lei
Sonhos, risos, dores, nada importa
Pois eu sou o rei

Não respeito os limites do tempo
Meu relógio é o meu contento
Afinal, o que é o tempo
Senão um mero elemento a serviço do rei?

Sou bonito e sou feio
Sou gordo e sou magro
Minha corte é o infinito, eu sei
Deus salve o rei

Salve a coroa e os castelos
Salve o ouro que eu herdei
Se não puder eu mesmo salvarei
Pois eu sou o rei

Eu me fiz por mim
No momento exato
No tamanho certo
Acredite, tudo eu sei

No entanto, aqui no hospício
Onde só ouço gritos
Ninguém sabe o que eu sei
Que eu sou o rei!

Ed Cvalcante - 1998

Comments

One response to “O REI”