RIO, APESAR DOS DESLIZES, UM BOM FILME.


Filmes de animação tendo o Brasil como cenário não é novidade, em 1942 a Disney Company produziu “Alô Amigos” para apresentar o “Zé Carioca”, personagem criado por razões políticas – Os Estados Unidos queriam agradar o Brasil em troca de apoio na Segunda Guerra – mas introduziu em Hollywood a figura do malandro carioca. Muitos criticaram achando que a imagem do povo brasileiro estava sendo deturpada e não homenageada, mas isso é outra história.

No caso do filme “Rio”, em princípio, a possibilidade de gafes e estereótipos da figura do cidadão brasileiro, era menor, já que o diretor era brasileiro, mas aconteceu. O filme mostra, por exemplo, araras sobrevoando a Praia de Copacabana, jogo da Seleção Brasileira em pleno carnaval (algo impensável), saguis assaltantes e um menino de rua que anda com a camisa dez da Seleção Brasileira. 
 
Apesar dos deslizes, o filme é bem divertido e merece ser assistido. A trama gira em torno do drama da extinção das ararinhas azuis. O personagem central, “Blue”, é uma ararinha que foi contrabandeada para os Estados Unidos e acabou sendo criada por uma garota no frio estado do Minessota. Toda história se desenvolve quando Blue é trazido de volta ao Brasil para acasalar e acaba caindo, de novo, nas mãos de traficantes.

Rio é uma coprodução20th Century Fox e da Blue Sky Studios, dirigida pelo brasileiro “Carlos Saldanha” (A Era do Gelo, Robôs) com roteiros de Don Rhymer. Na versão original, a dublagem foi feita por celebridades: Anne Hathaway, Jesse Eisenberg, Rodrigo Santoro, Jamie Foxx, George Lopez e Jake T. Austin. Confira abaixo o teaser dublado:

Comments

2 Responses to “RIO, APESAR DOS DESLIZES, UM BOM FILME.”

Sidclay disse...
2 de agosto de 2011 15:53

O filme é interessante, pelo menos garante as risadas e o colorido chama atenção das crianças... Mas é complicado mostrar o Brasil mesmo... Ainda bem que eles não foram na Amazônia...

18 de outubro de 2013 08:42

Por que? O que você tem contra minha terra, o que tem contra a Amazonia?