ROBERTO CARLOS, 50 ANOS EM 5 (GRANDES DISCOS)

Vi ontem, na tevê, o especial que a Rede Globo realizou em homenagem aos 50 anos de carreira de Roberto Carlos. Não vou tecer comentários sobre esse show. Pouco tenho a dizer sobre um espetáculo tão melancólico e chato como esse. O Roberto que eu gosto deixou de existir em 1983, ano do último bom disco gravado por ele.

Mesmo com essa ressalva, considero Roberto Carlos um gigante da música popular brasileira e resolvi homenageá-lo lembrando alguns dos seus melhores discos. Claro, levando-se em consideração a subjetividade do gosto, essa lista varia de pessoa a pessoa.

Roberto Carlos – 1966

Eu Te Darei O Céu / Nossa Canção / Querem Acabar Comigo / Esqueça (Forget Him) / Negro Gato / Eu Estou Apaixonado Por Você / Namoradinha de Um Amigo Meu / O Gênio / Não Precisas Chorar / É Papo Firme / Esperando Você / Ar de Bom Moço

Esse é o primeiro grande disco do Roberto Carlos. Das doze faixas, dez viraram hits e as outras duas chegaram perto. Essa obra faz parte da fase “jovem guarda” do cantor. Um dos primeiros discos de pop-rock do Brasil.

Roberto Carlos em Ritmo de Aventura - 1967

Eu Sou Terrível / Como É Grande O Meu Amor Por Você / Por Isso Corro Demais / Você Deixou Alguém A Esperar / de Que Vale Tudo Isso / Folhas de Outono / Quando / É Tempo de Amar / Você Não Serve Pra Mim / E Por Isso Estou Aqui / O Sósia / Só Vou Gostar de Quem Gosta de Mim

Clássico absoluto da discografia do Rei. Uma verdadeira fábrica de hits em que Roberto Carlos passeia pelo pop-rock e o romantismo. Esse disco é sempre lembrado como um dos melhores do Rei.

O Inimitável – 1968

E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só / Ninguém Vai Tirar Você de Mim / Se Você Pensa / É Meu, É Meu, É Meu / Quase Fui Lhe Procurar / Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo / As Canções Que Você Fez Pra Mim / Nem Mesmo Você / Ciúme de Você / Não Há Dinheiro Que Pague / O Tempo Vai Apagar / A Madrasta

Esse é um disco de transição. A partir de “O Inimitável”, Roberto Carlos assumiu de vez o romantismo e afastou-se do pop-rock tão característico da fase jovem guarda. Mesmo assim, a influência da base roqueira (guitarra, baixo, bateria) é muito presente. É um dos meus preferidos!

Roberto Carlos – 1969

As Flores Do Jardim Da Nossa Casa / Aceito Seu Coração / Nada Vai Me Convencer / Do Outro Lado Da Cidade / Quero Ter Você Perto de Mim / Diamante Cor-de-Rosa / Não Vou Ficar / As Curvas Da Estrada de Santos / Sua Estupidez / Oh, Meu Imenso Amor / Não Adianta / Nada Tenho A Perder

Incluí esse disco porque tem uma das melhores músicas do Rei, “As Curvas da Estrada de Santos”. Graaaaaaaaaaaaaande música! Destaco também a belíssima “Sua Estupidez”.

Roberto Carlos – 1971

Detalhes / Como Dois E Dois / A Namorada / Você Não Sabe O Que Vai Perder / Traumas / Eu Só Tenho Um Caminho / Todos Estão Surdos / Debaixo Dos Caracóis Dos Seus Cabelos / Se Eu Partir / I Love You / de Tanto Amor / Amada, Amante

Outro grande disco do Rei. Além da clássica Detalhes, tem a canção que Roberto fez para Caetano, quando este estava no exílio: “Debaixo dos Caracóis Dos Seus Cabelos”. Coincidentemente, está incluída nesse disco uma belíssima canção de Caetano Veloso: “Como Dois e Dois”.

Parabéns, Roberto!

Menção honrosa para os bons discos:

Roberto Carlos -1976, Roberto Carlos – 1977, Roberto Carlos - 1979 e Roberto Carlos – 1983.

Clique aqui e ouça a discografia completa de Roberto Carlos

Comments

2 Responses to “ROBERTO CARLOS, 50 ANOS EM 5 (GRANDES DISCOS)”

Bete Meira disse...
14 de julho de 2009 00:09

Discordo veementemente do melancólico e chato.Pra mim foi emocionante,principalmente ele e Erasmo,confesso que chorei à beça,kkkkk. Roberto é o Rei e Rei pode tudo!!Gosto mais das músicas antigas,mas na nova fase também tem coisa boa,não acho nada ruim,posso achar mais fracas algumas canções,mas Roberto é Roberto,dispensa comentários!O show foi paradinho,esperava mais!Mas sempre é bom ver e ouvir esse cara gente boa,coração bondoso,lutou e venceu!Ed: "Não concordo com uma palavra do que dizes,mas defenderei até a morte o teu direito de dizê-lo".Bjin

Bete Meira disse...
14 de julho de 2009 00:10

"MAS SUA ESTUPIDEZ NÃO LHE DEIXA VER QUE EU TE AMO"