JULGANDO OS DISCOS PELAS CAPAS

SECOS E MOLHADOS (1973): PRA QUEM NÃO LEMBRA, ESSA É A BANDA QUE TEVE SEU VISUAL COPIADO PELO KISS. CAPA OUSADA E ORIGINALÍSSIMA. VOCÊ FAZ A LEITURA QUE QUISER DESSA IMAGEM. PRA MIM ELES QUERIAM SERVIR A MÚSICA COMO NUM BANQUETE. SECOS E MOLHADOS (1974): MARAVILHOSA CAPA. COLOCO-A ENTRE AS DEZ MELHORES DE TODOS OS TEMPOS. SIMPLES, ARTÍSTICA, GÓTICA (MODA HOJE EM DIA), DIFERENTE, MARCANTE, ETC.,ETC.,ETC...
AVE SANGRIA (1974): ESSA É UMA DAS MAIS BELAS CAPAS DE DISCOS NA MINHA OPINIÃO. CLÁSSICO ABSOLUTO DO UNDERGROUND PERNAMBUCANO. ESSA ILUSTRAÇÃO SURREAL MOSTRA UMA IEMANJÁ NO SEMI-ÁRIDO. METADE MULHER, METADE CARCARÁ. ELEMENTOS DA CULTURA NORDESTINA COM TOM PSICODÉLICO. WAR - U2 (1983): UMA CAPA SIMPLES MAS COM UMA IMAGEM MUITO FORTE. GUERRA, TEMA MUITÍSSIMO EM VOGA NA DÉCADA DE 80 NA EUROPA. O LESTE EUROPEU ESTAVA FERVILHANDO E AS BANDAS COM LETRAS DE CUNHO POLÍTICO GANHARAM O ESTRELATO. A FOTO DESSE GAROTO ESTAMPOU MUITA CAMISETA. TÁBUA DE ESMERALDA - JORGE BEN (ELE ASSINAVA ASSIM NA ÉPOCA - 1974): O ALQUIMISTA DE SONS NOS BRINDOU COM ESSE QUE É CONSIDERADO POR MUITOS UM DOS DEZ MELHORES DISCOS DA MPB. A CAPA NÃO FICA ATRÁS, MOSTRA UMA SÉRIE DE IMAGENS DE ANJOS, DEUSES, SÍMBOLOS ALQUÍMICOS LEMBRANDO UM VITRAL.
DUBLE FANTASY - JOHN LENNON (1980): ESSA CAPA FOI REPETIDA (EM CORES) NO ÁLBUM PÓSTUMO (COM RESTOS DE GRAVAÇÕES) "MILK AND HONEY". EU GOSTO MAIS DA VERSÃO PRETO E BRANCO. ESSA IMAGEM DE LENNON E YOKO SE BEIJANDO COMO UM CASAL NORMAL É MAIS INUSITADA DO QUE OS DOIS NUS EM TWO VIRGINS. SIMPLES E ETERNO. ESSA NÃO É APENAS A MELHOR CAPA, É TAMBÉM O MELHOR DISCO DO CARA.
CASA DE ROCK - CASA DAS MÁQUINAS (1976): MAIS UMA IMAGEM PSICODÉLICA DO ROCK BRASIL, QUE NESSA ÉPOCA ESTAVA NO PERÍODO DE ENTRESSAFRA. GRANDE DISCO. ESSA IMAGEM É EMBLEMÁTICA, REPRESENTA A RESISTÊNCIA DO ROCK NACIONAL.
CORES, NOMES -CAETANO VELOSO (1982): BELÍSSIMA CAPA DO MANO CAETANO. ESSE ÓTIMO DISCO DA FASE PÓS-TROPICALISTA TRAZ AINDA ALGUNS TRAÇOS DA ESTÉTICA DO MOVIMENTO. O COLORIDO, A IDÉIA DE LIBERDADE E A IRREVERÊNCIA.
CABEÇA DINOSSAURO - TITÃS (1986): O QUE DIZER DE UMA CAPA ASSINADA POR LEONARDO DA VINCI? (RSSSS). POIS É, O CABEÇA TEVE A HONRA DE ESTAMPAR NA SUA CAPA UM ESBOÇO DO GRANDE MESTRE RENASCENTISTA, "A EXPRESSÃO DE UM HOMEM URRANDO". O DISCO É UM DOS MELHORES DO ROCK BRASILEIRO E ESSA CAPA TEM TUDO A VER COM O DISCURSO DO ÁLBUM.
ABBEY ROAD - BEATLES (1969): A CAPA DE DISCO MAIS FAMOSA E MAIS IMITADA DE TODOS OS TEMPOS. NADA MAIS PRECISA SER DITO.
MAGIA TROPICAL - A COR DO SOM (1982): ESSE FOI O DISCO EM QUE O ARMANDINHO FOI (BRILHANTEMENTE) SUBSTITUÍDO PELO ARGENTINO VICTOR BIGLIONE. SE EU FOSSE CLASSIFICAR ESSA IMAGEM A CHAMARIA DE NEO-TROPICALISTA. COR E SOM EM HARMONIA.

Comments

15 Responses to “JULGANDO OS DISCOS PELAS CAPAS”

greatdj disse...
13 de julho de 2008 14:23

A capa do Abbey Road sem dúvida é a melhor de todas, se for julgar o disco pela capa, tem muito disco bom que não será ouvido.

disse...
13 de julho de 2008 14:40

São ótimas capas, bem estruturadas e pensadas...
Fico com War do U2 por ser a síntese dos anos 80 na Europa.
O conteudo não fica atras!!!

Abços

13 de julho de 2008 22:04

Quando eu vi a capa dos Secos e Molhados de cara lembrei da história do KISS, mas a minha capa preferida é a do John Lenon!

Abraços!!!

13 de julho de 2008 22:15

A capa do Secos e molhados, é uma das que mais me impressiona!
http://gruposaberviver.blogspot.com/
ainda em tempo, prabéns a rock'N roll pelo seu dia!
http://gruposaberviver.blogspot.com/

Amstalden disse...
13 de julho de 2008 22:16

Adorei essa postagem no seu blog. A capa do U2 retrata o olhar revoltado e, ao mesmo tempo, revolucionário da época. Lembro a primeira vez que vi estes olhos penetrantes, foi em uma aula de inglês... Essa imagem nunca mais me saiu da cabeça.
Mas minhas capas preferidas, devo dizer que fico entre Secos e Molhados 1973(que, além de ser uma capa impactante, o disco é maravilhoso) e Abbey Road (pq Abbey Road é Abbey Road e um dos melhores discos da melhor banda do rock'n'roll).
Acabei chegando no seu blog por acaso e adorei o que vc escreve... Com certeza passarei a frequentar aqui.

Lucas Fernandes disse...
13 de julho de 2008 22:19

WAR U-2 é talvez a mais simples e mais forte dentre todas. Ela carrega consigo forte ideal político-ideológico visto nos anos 80.

Me chamaram a atenção também, a primeira capa, de Secos e Molhados, uma belíssima síntese do engajamento do grupo, que se mostrava eclético, diverso e nativo; além de Cabeça Dinossauro, dos Titãs e Abbey Road, dos Beatles, a mais enigmática delas.

Belíssimo post! Bastante criativo.

Se Liga Jovem disse...
13 de julho de 2008 22:43

muito legais as capas. elas representam como eram as coisas antes do photoshop e programas que colocam brilhos e outras coisas nas capas ;/~

Marih disse...
15 de julho de 2008 15:51

A primeira capa dos Secos&Molhados é amelhor de todas!Aliás,não só a capa o disco(tenho a versão cd) também é maravilhooooso!
Valeu pela visita,volte quando quiser!
Bjimmm

Bete Meira disse...
15 de julho de 2008 17:19

Gostei das capas,lembram minha infância e adolescência,o vinil,coisa que não existe mais.Minha leitura da primeira capa dos Secos e Molhados,é a seguinte: creio que antes que suas cabeças fossem cortadas,como a de João Batista,e servidas em bandejas pelos críticos ,preconceituosos,avessos ao novo,e/ou pelo público,eles resolveram se oferecer de bandeja!!!kkkkkkk... Parabéns,Ed!Como sempre é delicioso passar por aqui!Bjin

Maiara Maria disse...
15 de julho de 2008 21:31

Apesar de "Abbey Road" ser, para mim, o melhor álbum de The Beatles, eu não posso deixar de dizer que você deveria ter posto a capa de "Revolver" no lugar da de "Abbey Road".

Adriano Freire disse...
6 de abril de 2010 15:56

Gosto também das capas marcantes de Outras Palavras e Jóia (Caetano), Refazenda e Luar (Gil), Led Zeppelin IV, Dark Side of the Moon (Pink Floyd), Synchronicity (The Police), Imagine (Lennon), A Mosca ou Não (Walter Franco). São muitas capas boas. Tenho saudades das capas dos vinis, que mais pareciam quadros. Ass: Adriano (Natal/RN)

ED CAVALCANTE disse...
6 de abril de 2010 21:28

Conheço todos os discos que vc citou. Antes de tudo, um gosto aprimorado. Pretendo publicar o terceiro volume do julgando os discos. talvez entre alguns desses.

Abraço!

Anônimo disse...
18 de fevereiro de 2012 16:00

Muito Bom mas eu colocaria a do dark side of the moon do pink floyd e o nevermind do nirvana, mas ficou legal tua lista.
Cleiton Nascimento

ED CAVALCANTE disse...
18 de fevereiro de 2012 18:25

Dois grandes discos e duas lendárias capas, Cleiton. É que são tantas...

Eli(BA) disse...
13 de julho de 2012 14:06

A do grande Lula Cortes é muito linda. Psicodelia Brasileira é uma delícia!
Vale citar também, "Amar pra Viver ou Morrer de Amor", do Erasmo. Excepcional também!