LISTAS DE ESPERA


A história é o seguinte, olhei para minha estante e vi duas listas de espera: uma de livros e outra de devedês. Desde que me tornei um professor full-time – ou um workaholic forçado – tenho protelado alguns prazeres antes cotidianos. Na lista de espera de livros estão:

*A releitura de “O Apanhador No Campo de Centeio” (J.D Sallinger): Li na adolescência e, há um mês, comecei uma releitura. Parei no segundo capítulo;

*Os Beatles e a Filosofia (Michael Baur e Streven Baur): Deliciosa viagem filosófica pelo universo beatle. Iniciei uma leitura técnica (anotações, grifos, essa coisas) desse livro e parei no segundo capítulo;

Esperando a vez:

*Dossiê Beatles (Daniel Rodrigues Aurélio)
*Bandeira Nordestina (Jessier Quirino)
*Girando a Chave Templária (Robert Lomas)
*Os Templários – História e Mito (Michael Haag)
*Os Carbonários (Alfredo Sirkis).

Quanto aos devedês, não vou listá-los, são muitos, mas o fato é que, assim como os livros, repousam na estante à espera de atenção. O importante nessa história é fazer o possível e o impossível para que pessoas, sobretudo as que amamos, não entrem nessa lista de espera. O trabalho é parte importante na vida de uma pessoa, mas não é tudo. Leia, beije, viaje, cante, vá ao cinema, acabe com as listas de espera. Vou ler um livro!

Comments

One response to “LISTAS DE ESPERA”

Sidclay disse...
4 de junho de 2011 02:13

Ed, eu tava vendo a minha lista... cara, é impressionante, a gente vai "colecionando" coisas que queremos ouvir, ver, rever, ler, reler... e parece que o tempo nunca é suficiente... acredito que estou tendo a mesma sensação que você...