UM CLÁSSICO DA LEGIÃO URBANA SE MATERIALIZANDO NO CINEMA


Antigamente, quando o tempo me sobrava, sempre que comprava um disco novo, passava horas e horas ouvindo até decorar as letras. Era como um ritual. Normalmente, ao final do dia,  cantarolava as minhas canções preferidas do bolachão de vinil.

Lembro-me que que meu maior desafio, entre tantos rituais de iniciação de disco novo, foi “Faroeste Caboclo”, da Legião Urbana (Que País é Este – 1978/1987). Essa épica canção sempre me despertou a ideia de um filme porque era um enredo cantado. Sempre achei a saga candanga de João de Santo Cristo um retrato fiel da periferia das grandes cidades brasileiras, sobretudo do Recife.

Pois bem, outro dia descobri – o que quase todo mundo já sabia – que “Faroeste Caboclo” está se materializando convertida num filme sob a batuta do diretor René Sampaio. Os protagonistas desse faroeste shakespeariano serão interpretados por Fabrício Oliveira (João de Santo Cristo) e Íris Valverde (Maria Lúcia). Quem tem a letra da canção na cabeça tem uma sinopse da história, inclusive, do final trágico a la Romeu e Julieta. Mas ao meu ver, o grande lance dessa adaptação é a devida importância que a obra – tão contestada pelos intelectuais – de Renato Russo passa a ostentar.

Renato Russo é um dos grandes letristas do rock brasileiro mas sempre foi tratado como inferior pelos críticos e imprensa, de maneira geral. Não me surpreende, tantos outros artistas marginalizados venceram pelo cansaço, com ele não será diferente. Faroeste Caboclo tem estreia prevista para o segundo semestre desse ano, aguardo ansioso. Enquanto o filme não vem, ouça a canção  interpretada pela equipe de produção e atores do filme: 
 

Comments

No responses to “UM CLÁSSICO DA LEGIÃO URBANA SE MATERIALIZANDO NO CINEMA”